Burnout

A síndrome de Burnout é uma condição de estresse extremo, em que o indivíduo tem sintomas como:

  • Alterações no sono;
  • Emagrecimento ou ganho de peso;
  • Dificuldade de concentração;
  • Ansiedade e/ou irritabilidade;
  • Perda de memória e esquecimentos;
  • Queda de rendimento no ambiente de trabalho;
  • Perda de interesse em atividades que antes eram prazerosas.

Burnout

Mas, o que causa esta síndrome? Como ela pode ser prevenida? Saiba tudo a seguir!

As origens do Burnout

Burnout pode ser definido como uma consequência do ambiente doentio de trabalho. Trata-se de um processo crônico, que demora de semanas a meses para se instalar.

É mais comum em profissões submetidas a situações de grande estresse, como médicos, bombeiros, policiais, enfermeiros, bancários, dentre outros.

Mas, é preciso ter em mente que todos os colaboradores estão suscetíveis ao desenvolvimento da síndrome, e o diferencial daqueles que a terão será o ambiente propício.

Tensão emocional e estresse crônico: como interferem?

A tensão emocional e o estresse crônico podem ser definidos como causas da síndrome de Burnout. Imagine um trabalhador, que diariamente, se depara com um ambiente:

  • Que segrega os profissionais;
  • Extremamente competitivo;
  • Com muitos deveres e poucos direitos;
  • Com salários desproporcionais ao excesso de tarefas e obrigações;
  • Que exige horas extras de trabalho diariamente;
    Repleto de metas a serem cumpridas;
  • Vasto em feedbacks negativos e humilhações;
  • Onde o assédio moral é algo corriqueiro;

BurnoutTudo isso, sem dúvidas, contribuirá para o adoecimento do seu colaborador, e, além disso, culminará em uma queda do rendimento geral da sua empresa.

Em um primeiro momento, os pacientes se deparam tensos e estressados, mas quando o processo dura semanas ou meses, é muito provável que a doença se estabeleça, trazendo diversos riscos.

Como prevenir Burnout em sua empresa?

Diferente do que muitos pensam, não é só o que se faz que pode levar ao adoecimento. A ausência de atitudes e programas preventivos também pode ser crucial para o desenvolvimento de Burnout.

Dentre as práticas que evitariam a síndrome, estão:

  • Pagamento de melhores salários;
  • Reconhecimento dos destaques, sem desmerecer os demais;
  • Respeito ao período de férias, feriados e finais de semana;
  • Estímulo à prática de atividade física;
  • Estímulo à alimentação saudável;
  • Medidas que preservem a saúde mental, como atendimento psicológico disponível dentro da empresa;
  • Práticas que promovam a integração da equipe;
  • Flexibilização dos horários de trabalho.

BurnoutJá pensou em mudar a estratégia de trabalho da sua empresa? Conheça a seguir os benefícios!

A saúde mental pode melhorar o rendimento da empresa

Muito além de prevenir o Burnout, a garantia de equilíbrio mental entre os trabalhadores tem se mostrado extremamente benéfica sobre o rendimento da empresa.

Atualmente, estima-se que apenas 18% das empresas tenham alguma preocupação com a saúde mental de seus colaboradores. Coincidentemente, estas mesmas instituições são as que mais crescem todos os anos.

Portanto, se você deseja exterminar a síndrome de Burnout da sua empresa, promover a saúde mental, e estimular seus funcionários a trabalharem determinados com o sucesso do negócio, mude suas estratégias!

Se identificou ou conhece alguém que acha que pode se identificar? Então continue acompanhando o Blog da AJ & Oliveira Advogados Associados e não perca os demais artigos que virão da série Burnout!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário