Burnout

A síndrome de Burnout é uma doença mental decorrente da sobrecarga no ambiente de trabalho, e tende a acometer indivíduos mais expostos à pressão, cobranças, excesso de responsabilidades e outros fatores estressores.

Assim como qualquer outra doença, Burnout sempre deve receber atenção médica e tratamento adequado, com o objetivo de garantir o bem-estar e a saúde do paciente.

Mas, para evitar que esta síndrome se desenvolva, algumas medidas preventivas podem ser tomadas. A seguir, conheça ações que podem ser adotadas tanto no ambiente de trabalho, como também pelo próprio trabalhador.

Mudança de hábitos do indivíduo

BurnoutTodas as pessoas devem sempre cuidar da própria saúde mental, e isso pode ser feito através de medidas simples e hábitos saudáveis, como:

  • Prática de atividades físicas;
  • Alimentação equilibrada e saudável;
  • Eliminação de fatores de estresse;
  • Prezar pela qualidade do sono;
  • Garantir momentos de lazer e descanso;
  • Praticar atividades que tragam prazer;
  • Dedicar momentos a família e aos amigos;
  • Resolução de conflitos internos e familiares;
  • Buscar por ajuda de psicólogo e/ou médico quando necessário.

Quer receber conteúdos exclusivos sobre Burnout, gratuitamente? É só se cadastrar clicando aqui!

Mudança de hábitos do indivíduo no trabalho

Embora todas estas ações possam ajudar em Burnout, existem outras medidas específicas que podem ser praticadas pelo trabalhador em seu cenário profissional. São elas:

1) Manter boas relações no ambiente de trabalho: ter amigos e companheiros é um fator protetivo para o adoecimento mental laboral. Portanto, preze pelas amizades e boas relações.

2) Evitar a competitividade: esta atitude é maléfica tanto para a sua saúde, como também para as suas relações dentro do trabalho. Se você é competitivo e gosta de se sobressair, aborte tal comportamento.

3) Realize pausas: durante a jornada de trabalho, mantenha uma rotina com pausas, seja para caminhar por poucos minutos, ou mesmo ir ao banheiro e tomar água.

4) Resolva os conflitos existentes: levar situações do trabalho para casa pode ser um fator de risco para o desenvolvimento de Burnout. Portanto, resolva todos os problemas e conflitos, de modo a eliminar fatores estressores.

5) Evite a jornada extra: embora as horas extras possam trazer um lucro no final do mês, elas costumam ser extremamente prejudiciais a saúde mental.

6) Não abra mão das férias: todos os funcionários tem direito a 30 dias de férias ao ano, exatamente para eliminar a exaustão emocional e o cansaço físico. Portanto, não venda o seu direito, e aproveite para relaxar.

7) Alongamentos: quando se sentir tenso ou cansado durante o trabalho, faça uma pausa e alongue-se.

Ações preventivas do burnout na empresa

Burnout

Além das mudanças que devem partir do próprio indivíduo, é essencial que haja o engajamento da empresa no sentido de prevenir a síndrome de Burnout e outras doenças mentais.

Pensando nisso, estratégias específicas podem ser criadas, dependendo do ramo da empresa e possibilidades. A seguir, conheça algumas atitudes e ações que podem ser implantadas:

1) Redução da competitividade e do estabelecimento de metas.

2) Valorização profissional através de feedbacks individuais.

3) Estímulo à prática de atividades físicas e alongamento, inclusive durante o trabalho.

4) Criação de dinâmicas que promovam a integração da equipe.

5) Programas internos de relaxamento, como massagens e áreas de descanso.

6) Estímulo ao lazer, através de descontos em teatros e cinemas, e outros.

7) Contratação de um psicólogo, para que este esteja a disposição dos colaboradores.

8) Incentivo à mudança de cargo quando necessário.

Faça valer a sua criatividade, e mude as práticas de dentro da sua empresa, com o objetivo de preservar a saúde mental dos seus colaboradores.

Se identificou ou conhece alguém que acha que pode se identificar? Então continue acompanhando o Blog da AJ & Oliveira Advogados Associados e não perca os demais artigos que virão da série Burnout.

CADASTRE-SE CLICANDO AQUI, E RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS GRATUITAMENTE!

1 comentário

  1. Gostei bastante da matéria
    Bem esclarecida e oportuna nestes dias envolvendo tanta modernidade e capitalismo selvagem

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário